> TÍTULO <
   Projeto Caminhar: OAB-PA e MPF reunirão gestores do Hospital Bettina Ferro.
> CONTEÚDO <
   Decisão pelo pedido é uma das principais deliberações da audiência pública “Projeto Caminhar - Hospital Betina Ferro da UFPA. O Caminhar não pode parar”, realizada hoje pela manhã no plenário Aldebaro Klautau, sede da Ordem no Pará, e debateu o fechamento do referido projeto. A reunião ocorrerá no dia 09 de novembro, na Secretaria Municipal de Saúde de Belém (SESMA). Na audiência de hoje, a SESMA informou que vai garantir a permanência dos médicos até o final deste ano. No entanto, a partir de 2018, será responsabilidade da EBSERH a prestação do serviço médico. Na reunião articulada por OAB-PA e o Ministério Público Federal, o objetivo é garantir a permanência dos médicos atuais dentro do “Projeto caminhar”, bem como que o contingente de profissionais seja elevado e não reduzido. “Não podemos permitir que haja retrocesso no sistema e na garantia de direitos das pessoas com deficiência”, comentou a advogada Gisele Costa, presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB-PA, organizadora da audiência pública. De acordo com o responsável pelo Bettina Ferro, professor Francisco Pacheco, os médicos da SESMA ficam até dezembro. Após isso, a redução do quadro de médicos será automática.



FECHAR